segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

A Fórmula de Deus de José Rodrigues

Resumo

Tomás de Noronha, criptanalista e professor de História e Línguas Antigas na universidade de Lisboa, passeava pelo Cairo quando foi interpelado por uma bela Iraniana, Ariana Pakravan.

Ariana trabalhava no Ministério da Ciência Iraniana e, a mando dos seus superiores, contratou Tomás para decifrar uma mensagem presente num manuscrito inédito de Einstein.

Já em Lisboa, o português toma conhecimento da doença do pai e, além disso, é contratado pela agência americana CIA. O assunto acaba por ser o mesmo do que Ariana lhe falou, porém, os Americanos revelam a Tomás que o manuscrito poderá ter a fórmula para uma bomba atómica de fácil construção.

Trabalhar para duas agências inimigas traz a Tomás sérios problemas. É preso e torturado no Irão, conseguindo depois voltar a Portugal.

Entre conversas com o seu Pai e o Professor Rocha, colega de Augusto Siza, Tomás consegue ir percebendo o manuscrito de Einstein. Chega mesmo a ir ao Tibete para falar com um antigo estagiário do génio!

Tomás estava livre dos iranianos, mas a CIA queria respostas ou então mandaria Ariana de volta para o Irão. A morte de seu pai complicou um pouco a situação, só no dia do funeral é que Tomás descobre o verdadeiro tema do manuscrito: a existência de Deus e a prova final.

OPINIÃO

José Rodrigues dos Santos leva-nos para um mundo excitante e cheio de aventuras. Um romance repleto de Física, suspense, paixão, tortura, religião e, acima de tudo, originalidade, enche-nos a mente com ideias novas e diferentes formas de compreendermos a nossa existência e o nosso papel no Universo!

Uma escrita clara facilita a leitura, e um pó mágico na quantidade certa abre-nos o caminho até ao fim da história.

O que mais aprecio nos romances do autor é o facto de, apesar de a personagem principal se manter, cada livro da colecção é particularmente diferente do anterior, e é isso que me faz ler um e outro até ter de esperar pelo lançamento do próximo!

Uma combinação de física e aventura, para mim, simplesmente divinal!

Fúria Divina de José Rodrigues

Resumo

Um pouco por causa da doença da mãe e também para poder estar com ela, Tomás de Noronha decidiu ir aos Açores. Tudo corria pelo melhor, quando foi novamente contactado pela CIA.

Argumentando que o assunto era da máxima importância, Frank Bellamy convenceu Tomás a juntar-se a uma reunião da NEST em Veneza. Acabando também por persuadir o Português, pois este iria trabalhar com uma “brasa”.

Sabia-se que estava iminente um atentado com consequências mais devastadoras do que o 11 de Setembro, e por isso, a NEST deveria entrar em acção!

A função de Tomás era descodificar um e-mail da Al Qaeda que tinha sido interceptado pela CIA.

Por isso. Ele e Rebecca Scott, a Americana que tinha conhecido, viajam a vários pontos do glbo. Foram a Irevan, aos Estados Unidos, em Lahore falou com um antigo aluno, Zacarias, que lhe deu mais pistas.

A NEST tomou conhecimento que a Al-Qaeda possuía urânio, enriquecido a mais de 90%, em quantidade suficiente para fabricar uma bonba atómica.

Tomás conseguiu descodificar o e-mail, continha uma referência do Alcorão, o livro Sagrado dos muçulmanos.

Seguindo as indicações de Zacarias, Tomás e Rebeca seguiram para os EUA, onde seria o ataque com a bomba atómica.

Depois de vigiarem o suspeito durante alguns dias, Tomás e Rebeca seguiram-no até ao centro de Manhattan, onde o homem se preparava para detonar a bomba.

Felizmente perceberam a tempo que a bomba estava no interior de uma ambulância, porém, quando lá chegaram, esta já tinha sido activada.

O tempo era pouco, Tomás não conseguia descobrir o código. Finalmente, no último segundo, desarmou o engenho, o mundo estava a salvo!

Desde que conhecia Rebeca que Tomás a desejava e, na noite em que festejavam a vitória, ele pediu-lhe para estarem sozinhos. Para sua surpresa, entrou uma mulher no bar a quem rebeca beijou, a americana não gostava de homens.

O terrorista responsável pela tentativa de atentado era Ahmed, um egípcio. Ahmed desde novo conhecia o Alcorão e mostrava-se um crente devoto. Com a idade, foi-se revoltando contra os Kafirun, até que, num dia, teve um incidente com eles e foi preso.

Depois de vários anos preso, foi para Lisboa estudar engenharia electrotécnica. Posteriormente foi recrutado num campo de treinos, acabando por falar com Bin Laden que lhe encomendou a missão de construir a bomba atómica, cruzando-se assim com Tomás.

Opinião

Poderia fazer aqui uma enorme lista das virtudes deste livro e do seu autor, mas ela repetir-se-ia para todas as obras de José Rodrigues dos Santos.

Cada uma tem um pequeno ponto diferente. Nesta, esse ponto é particularmente diferente.

Duas histórias, aparentemente distintas. O mais curioso é que elas se cruzam no final de uma forma genial!

É como ler dois livros num só e o desfecho é o mesmo, e inicialmente inesperado!

Sem comentários: