terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Um livro é bom amigo - eis a opinião de uma aluna

UM LIVRO É UM BOM AMIGO Concordo com esta frase e passo a explicar. Quando nos sentimos mais tristes porque não pegarmos num livro? Podemos pegar num livro com um carácter mais cómico, pois “ele” com as suas piadas anima-nos bastante. Ou então quando estamos de férias, em vez de ver televisão ou ir à Internet, podíamos ocupar parte desse tempo a ler aquele livro que está na prateleira do quarto. É sempre útil ter lá em casa um livro de culinária ou medicina ou aquele livro necessário para uma pesquisa para o trabalho escolar. Tempo… Tempo é a desculpa que a maioria das pessoas inventa para não ler. Mas, antes de deitar, porque não ocupar vinte minutos que seja do seu tempo a ler? Ou então, porque não, antes do filho adormecer, contar-lhe uma história? Só compensa, nunca sabemos demais, há sempre algum ponto a acrescentar. É mais difícil criar interesse de ler um livro se nos deixarmos “levar” pela opinião dos outros, por isso, devemos sempre experimentar primeiro. Se nos “entregarmos” ao livro, entramos num mundo de palavras ou até de imagens em que podemos viajar. Não se pode julgar um livro pela capa, pois um livro fechado é apenas um bloco de papel. Podemos usar um livro como um refúgio ou até uma comparação, quando situações ou sentimentos que foram vividos por alguém na ficção se identificam connosco e pode-nos até ajudar a tomar decisões. Mas um livro não é só nosso amigo por estas razões: podemos também proteger a nossa casa de um ladrão se, por exemplo, lhe dermos com um livro mais pesadote na cabeça. Por tudo isto eu digo que “um livro é um bom amigo”, devemos sempre ler um bom romance, uma boa aventura, uma história de acção e tantos outros temas. Fátima Alexandra 10º ano C.P. Gestão Ambiente

Sem comentários: